Homem que foi cremado volta para casa após sete meses

492
Sakorn Sachiwa segura a foto que foi usada em seu velório. (Foto: Reprodução/TV)

Um homem, que supostamente foi cremado por seus parentes, reapareceu em sua casa sete meses após a cerimônia que supostamente o transformou em cinzas.

Depois de encontrar um cadáver em uma sala alugada em Bangkock, a polícia da Tailândia disse à família de Sakorn Sachiwa que ele faleceu de um problema digestivo. Como o cadáver estava em estado avançado de decomposição, seu reconhecimento ficou impossível e seus parentes, acreditando nos homens da lei, então providenciaram sua cremação.

Porém, nesta semana Sachiwa reapareceu em casa, para espanto de todos seus familiares. Eles o tocavam sem parar para se certificar de que não era um fantasma, e sim Sakorn de carne e osso.

Sachiwa então contou a seus parentes que estava trabalhando em um barco pesqueiro desde janeiro, e que teve seus documentos roubados por um colega da Birmânia. Agora, ele vai ter que provar na justiça que está vivo, para conseguir ter seus documentos novamente.