A cidade Dubai é famosa por ser um dos maiores locais de ostentação do planeta, com carros que valem milhões de reais circulando pelas ruas, prédios gigantescos e ouro, muito ouro.

Obviamente um local assim também iria atrair a atenção de quem não tem tanto dinheiro para viver lá também, em especial moradores de outros países árabes e do sudeste asiático, que formaram diversas “gangues” de mendigos profissionais.

Esses grupos, bem organizados, recrutam pessoas em seus países de origem, e ficam com uma boa parte do lucro conquistado com cada um deles diariamente em suas rotinas de pedirem esmolas por horas nos semáforos e ruas de Dubai.

Segundo relatos, cada mendigo é capaz de arrecadar o equivalente a mais de R$ 200 mil por mês. Porém, para isso escolhem suas vítimas a dedo, normalmente homens e famílias em carros de luxo, e executivos que saem dos enormes prédios do centro comercial da cidade.

Ao abordar a vítima eles contam histórias mirabolantes, sobre terem sido enganados ao vir para Dubai em busca de emprego, que precisam voltar com toda sua família para sua terra natal, doenças na família e fome também são desculpas recorrentes, porém, em menor escala.

A polícia de Dubai está ciente do problema, porém diz que é difícil identificar e prender os mendigos, pois eles se vestem bem, e são extremamente bem articulados, dificultando o trabalho da polícia.